Giovanibruno - Seguros

Open and close menu

Planos de Saúde podem ser beneficiados com redução de multas

30.04.2014 |

A proposta no Congresso que reduz as multas dos planos de saúde que atendem mal o consumidor foi aprovada, mas o governo deixou claro que pretende vetar. A medida foi aprovada, na Câmara há dez dias e o Ministro da Saúde, Arthur Chioro, disse que o governo vetará essa anistia às multas das empresas de plano de saúde.
O prejuízo, só com as punições já aplicadas, pode chegar a R$ 2 bilhões. O líder do governo também afirmou que a presidente Dilma vai vetar o perdão aos planos.
O texto aprovado diminui as punições aplicadas aos planos de saúde pela Agência Nacional de Saúde Suplementar. Hoje, as multas pagas pelas operadoras variam de R$ 5 mil a R$ 1 milhão, por infração cometida. O valor é multiplicado pelo número de ocorrências.
A nova medida cria uma tabela. Se o plano de saúde cometer de duas a 50 infrações do mesmo tipo – como negar um exame ou uma cirurgia –  pagará multa por apenas duas infrações, considerando a de maior valor. Se cometer acima de mil infrações, pagará como se tivesse cometido apenas 20, também considerando a de maior valor.
Hoje, se uma operadora negar um procedimento pode pagar uma multa de R$ 80 mil. Se a negativa de cobertura ocorrer 50 vezes, teria que pagar R$ 4 milhões. Com a nova regra, a multa cairá para R$ 160 mil.
O Ministério da Saúde já havia se posicionado contra a medida. Estima que seriam perdoados mais de R$ 2 bilhões em multas já aplicadas.
Quando a mudança foi aprovada na Câmara, o relator, líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha, disse que o objetivo é evitar abusos na fiscalização das empresas.
O benefício foi embutido em uma medida provisória que trata de outro tema: tributação de empresas brasileiras no exterior. O Senado manteve o texto com a justificativa de que a retirada do artigo sobre as multas faria com que toda a medida provisória tivesse que voltar para a Câmara e perdesse a validade, já que precisava ser votada até 21 de abril, feriado.
O acordo foi feito graças a garantia dada, no plenário, pelo líder do governo, Eduardo Braga, de que a presidente Dilma vetará essa parte do texto. “Há um compromisso do governo com determinados temas para que sejam vetados”, afirmou.

Fonte: G1- Globo.com

A.C.
Revista Apólice

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sobre a Giovanibruno Seguros

Desde 1993, zelamos pelo patrimônio dos clientes com seguros empresariais e residenciais, além da consultoria em gerenciamento de riscos.

Faça já um orçamento

Quer receber nossos conteúdos e informações exclusivas no seu e-mail? Assine nossa newsletter.

Categorias

Gerenciamento de Riscos

O primeiro passo para uma proteção eficaz.

Saiba mais

Seguros Empresariais

Diversas maneiras de proteger seu patrimônio.

Saiba mais

Seguros Pessoais

Garantir o futuro é dormir tranquilo todos os dias.

Saiba mais

Oportunidade

Você, Corretor ou Produtor de Seguros, venha trabalhar conosco!

Fale Conosco

Oportunidade

Você, Corretor ou Produtor de Seguros, venha trabalhar conosco!

Fale conosco